Onça órfã é resgatada após mãe ser morta a tiros no sul do Tocantins

Captura foi feita pelo Naturatins, em um assentamento em Talismã.
Filhote, uma fêmea de 6 a 8 meses, ainda estava sendo amamentado.

Uma onça sussuarana, de seis a oito meses de idade, foi resgatada em um assentamento localizado no município de Talismã, sul do Tocantins, nesta quinta-feira (6). Ela estava debilitada e sozinha. A mãe tinha sido morta a tiros dias antes na região. O resgate foi feito pela equipe do Instituto Natureza do Tocantins (Naturatins) de Gurupi.

O diretor do órgão, Antônio Pakalolo, disse que chegou até o animal após receber a ligação de um chacareiro informando que havia um filhote de onça "magrinho e debilitado" rondando o assentamento onde mora.

O Naturatins foi até o local e resgatou a onça, uma fêmea, que ainda estava sendo amamentada quando foi forçada a largar a mãe, morta a tiros, provavelmente por um caçador.

"Nós pensamos de início que o filhote tinha se perdido, mas encontramos a mãe morta com três marcas de tiros. Provavelmente, foi atingida por um caçador ou por alguém da região, já que esses animais são acostumados a matar galinha para comer".

Pakalolo disse que levou a onça até um veterinário, que avaliou o animal e prestou os primeiros atendimentos. "Como o filhote ainda não sabe caçar, demos comida para ele". Em seguida, ele foi levado para o Centro de Triagem de Animais Silvestres (Cetas), onde receberá um atendimento especializado para, posteriormente, ser devolvido à natureza.

 

Compartilhar

Desenvolvido por